Just another WordPress.com site

>Oprah pergunta para Lea T. como ela esconde o seu pênis

>
Muito se falou sobre o contrato de exclusividade da modelo transexual Lea T. com a apresentadora Oprah Winfrey e ontem, após longa espera, a entrevista foi ao ar nos Estados Unidos. No papo franco, a brasileira, filha do ex-futebolista Toninho Cerezo, falou abertamente sobre sexualidade, discriminação e carreira. Atualmente, Lea, que mora na Itália, aguarda autorização judicial para realizar a cirurgia de mudança de sexo.

“Eu gostaria de poder aceitar meu corpo como o de um homem. Acho que minha vida seria muito mais fácil e seria menos doloroso para minha família… Mas é algo dentro do meu cérebro. Medicamente, é um transtorno. Eu tentei viver como um gay, como todo transexual tenta, porque é mais fácil, mas no fim das contas, quando você vai ao médico, vê que não tem homossexualidade alguma. Seu cérebro é como se fosse o de uma mulher. Quando se é transexual, você se sente realmente uma mulher. E eu gosto de homens”, disse Lea.

À Oprah, Lea negou os rumores de que seu pai a teria renegado por conta de sua sexualidade. “Meu pai disse ‘se você é mulher, homem, cachorro ou qualquer coisa, eu vou amá-la pelo que você é’”, disse. A modelo contou que, após vê-la na passarela de Alexandre Herchcovitch no São Paulo Fashion Week no mês passado, Toninho Cerezo disse: “agora posso morrer feliz, estou muito orgulhoso”. Já sua mãe não reagiu tão bem à sua transformação, postura que Lea atribui ao catolicismo fervoroso. “É uma luta com a religião dela. Mas ela é sempre legal comigo”, disse.

Sem cerimônia, Oprah perguntou como Lea faz para esconder seu pênis nos ensaios fotográficos. Com bom humor, a modelo respondeu: “Todo mundo me pergunta isso, especialmente os homens com quem trabalho. É meio desconfortável, tenho que colocar o pênis para trás e usar calcinhas bem pequenas. É bem chato, principalmente quando me sento.”

Assista ao vídeo abaixo (em inglês):http://videos.mediaite.com/embed/player/CPHRR60T2JSBKVDB

9 responses

  1. >Essas trans sao no mininmo, ensandecidas.Elas acham que nao sao homossexuais, sao mulheres.Homossexual sao homens como eu, que gostam de ser homem e gostam de homem.Fica parecendo que o gay, assim como eu, é gay porque quer, escolheu ser assim, ja elas nao, sao mulheres em um corpo masculino.Ah! Faça o favor!!!!

    February 18, 2011 at 8:29 pm

  2. >Essa Trava é muito chata! AFF.

    February 18, 2011 at 8:45 pm

  3. >O bocó aí nao entendeu nada da entrevista da Lea T. pelo jeito.. vai aprender inglês ô criatura e entender as coisas direito.. em nenhum momento ela disse que ser gay era uma opção. ¬¬ lerdeeeza!

    February 18, 2011 at 10:43 pm

  4. >Masi feminina que a Ariadna.

    February 19, 2011 at 3:52 am

  5. >O bocó aí nao entendeu nada da entrevista da Lea T. pelo jeito.. vai aprender inglês ô criatura e entender as coisas direito.. em nenhum momento ela disse que ser gay era uma opção. ¬¬ lerdeeeza! (2)o povo lerdo

    February 19, 2011 at 10:33 am

  6. >O bocó aí nao entendeu nada da entrevista da Lea T. pelo jeito.. vai aprender inglês ô criatura e entender as coisas direito.. em nenhum momento ela disse que ser gay era uma opção. ¬¬ lerdeeeza! (2)o povo lerdo

    February 19, 2011 at 10:33 am

  7. >O idiota do comentario das 20:43 é que nao entendeu nada do que foi dito pelo primeiro anonimo.Na certa é um desses enrustidos comedor de travesti!Esse blog ta cheio de cara enrustido comentando.

    February 19, 2011 at 3:15 pm

  8. >Anonimo revoltado, e defensor das trans, eu nao disse que ele/ela falou que ser gay é opçao, o que eu disse é: do jeito que ela expoe fica PARECENDO que gays sao assim porque querem.Vc e outros que concordaram com vc devem ser bissexuais, portanto nao entendem nada de ser gay, alem disso nao se preocupam com as discrinaçoes e pre-conceitos que os homossexuais tem que passar.E eu li a entrevista traduzida de um site, eu nao tenho que nada!!!!

    February 19, 2011 at 3:26 pm

  9. >Infelizmente a gente mesmo provoca uma guerra gays X bissexuais X trans regada a intolerância. Aí eu me pergunto: Por que nós seres humanos nos odiamos tanto?

    February 21, 2011 at 2:35 am

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s