Just another WordPress.com site

>Os últimos Casos de Homofobia no Brasil

>
Homossexual fica em estado grave após sofrer agressões de advogado

Um jovem homossexual quase morreu agredido por um advogado enquanto estava na calçada com um tio de mais de 90 anos.
Segundo testemunhas, o agressor teria dito que tomou tal atitude porque se tratava de um homossexual.
O caso aconteceu por volta das 12h na rua Professor Carvalho, no bairro Joaquim Távora, em Fortaleza. As marcas de sangue ainda estavam na calçada onde o agressão aconteceu.

O caso

Uma testemunha, que não quis se identificar disse que Edson Cesanio, de 40 anos, estava na calçada com o tio de 94 anos, quando o advogado Fabrício Franco, que mora perto da casa da vitima, começou a pancadaria.

Edinho, como é conhecido a vitima, foi levado com ferimentos graves para o hiospital. Já o advogado se apresentou no 4º Distrito Policial e foi liberado.

De acordo com os vizinhos, Fabrício já agredidu Edson com palavras e gestos obscenos várias vezes.

Fonte: Verdes Mares

Idealizador de série gay é agredido em Salvador

Responsável pelo primeiro web-seriado de temática gay do País, o baiano Daniel Sena conta ter sido vítima de um ataque homofóbico. Diretor e produtor de “Apenas Heróis”, série que pode ser vista no Youtube, Sena relata que no último fim de semana, na noite do domingo, deixava o condomínio onde mora em Salvador quando foi abordado por um homem que o imobilizou e levou-o para um matagal. Segundo o jovem, o agressor disse que ele deveria ficar calado, “que a gente não vai fazer nada demais”.

Foi quando mais duas pessoas apareceram com uma garrafa cheia do que parecia ser gasolina. Daniel foi obrigado a beber o líquido e comer terra. Não contente, o bando ameaçou
violentar o rapaz usando uma barra de ferro. A vítima conta que o ataque deve ter durado cerca de 10 minutos.

Como Daniel já concedeu entrevistas para veículos de comunicação sobre o “Apenas Heróis”, ele acredita que os agressores, descritos como brancos e bem vestidos, já o conheciam. “Quem é gay de verdade aguenta sentir dor, vamos ver se você é gay de verdade”, disse um dos homens.

O caso foi registrado na 6ª DP de Salvador.

Fonte: Mix Brasil

Polícia investiga homofobia em assassinato em Jacareí

A Polícia Civil de Jacareí está investigando a morte do ativista gay Iranilson Nunes da Silva, 38, morto a tiros na última terça-feira, 23, e não descarta que a motivação foi a intolerância à diversidade sexual. Atuante pelos direitos LGBT com participação importante na ONG Revida, ele estava sendo ameaçado de morte via mensagens de celular há pelo menos uma semana.

Conhecido no meio ativista como Iran ou o Dicésar de Jacareí (devido à semelhança com Dimmy Kier desmontada), o militante estava caminhando na rua voltando de uma entrevista de emprego. Estava ao celular falando com um amigo quando levou dois tiros de pistola calibre 380. Iranilson tinha chegado até a registrar, no último dia 20, um Boletim de Ocorrência sobre as ameaças que vinha recebendo.

Foram disparados nove tiros, mas sete foram parar em um muro. Iran chegou a ser socorrido e levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. “Seu assassinato é um tiro dolorido no coração de todos nós, amigos e companheiros de luta”, considera Luiz André Moresi, presidente da ONG Revida, de Jacareí, lembrando ainda que “a homofobia ameaça, persegue, maltrata, coloca medo, impõe situações de vexame e constantemente mata”.

Segundo o delegado Luiz Antônio Santos, que investiga o caso, “estamos investigando todas as linhas. Uma delas é a de homofobia”. Outra linha de investigação considera que o crime foi passional.

Fonte: Mix Brasil

Três adolescentes acusados de agressão voltam para a Fundação Casa

http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swfEles estão sendo investigados por agressões na Avenida Paulista e em uma boate. A polícia concluiu o inquérito que apura a violência e as denúncias de homofobia.

Diretamente de Os Normais, Vani agora vai explicar com fundamentos na psicologia qual o problema dos homofóbicos.

One response

  1. >Não queremos o amor da sociedade sobre nos, mas o respeito como ser humano, gente como qualquer outro ser humano da face da Terra,,,,,Esses casos mostra como o país do futuro, como todo mundo diz ainda é muito primitivo…

    November 27, 2010 at 8:54 pm

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s